Alemão




A Língua Alemã (deutsche Sprache) ou Alemão (Deutsch) é uma Língua Indo-europeia do grupo ocidental das Línguas Germânicas. A Língua Alemã é a língua com o maior número de falantes na União Europeia. O Alemão é a única língua oficial na Alemanha, Liechtenstein e Áustria. É língua co-oficial na Bélgica (com Francês e Neerlandês), Luxemburgo (com Francês e Luxemburguês), Suíça (com Francês, Italiano e Romanche) e na Itália (no Tirol Meridional). É uma das 21 línguas oficiais da União Europeia.

É também uma língua minoritária na Dinamarca, França, Rússia, Tajiquistão, Brasil, Polónia, Roménia, Togo, Camarões, EUA, Namíbia, Paraguai, Hungria, República Checa, Eslováquia, Países Baixos, Eslovénia, Ucrânia, Croácia, Moldova, Austrália, Letónia, Estónia e Lituânia.

O Alemão também é falado na América do Sul, em certas regiões do sul do Chile, em algumas comunidades da Argentina e do Paraguai mas principalmente em certas porções do Brasil, na área meridional (isto é, nos estados de Rio Grande do Sul e de Santa Catarina), no Espírito Santo e em comunidades mais restritas no Paraná e São Paulo.

Na América do Norte os Amish, alguns menonitas entre outros grupos também falam uma forma ou outra do Alemão. Por exemplo, em cidades como Leavenworth, Washington e em várias localidades do Texas e da região central dos Estados Unidos. Foi também a língua materna de grandes músicos (Mozart, Bach, Beethoven, Wagner, Haydn, Schubert, Strauß, Brahms, Schumann etc), escritores (Goethe, Schiller etc) e físicos, matemáticos, químicos, psicanalistas, biólogos, sociólogos e filósofos (pensadores) (Einstein, Planck, Schrödinger, Gauss, Riemann, Hilbert, Wöhler, Ehrlich, Marx, Kant, Schopenhauer, Engels, Freud, Hegel, Häckel, Carl Gustav Jung, Nietzsche, Haber, Weber, Leibniz, Popper, Watzlawick etc).


Fonte: Wikipedia, Die freie Enzyklopädie.